O termo cortar não chega a ser o mais correto para essa forma de seccionar o vidro, uma vez que não é utilizado uma serra ou outra ferramentas cortante, o correto mesmo é quebra controlada.

Para isso é usado um  riscador de  vidros, também conhecido como cortador ou diamante.

Com essa ferramenta em mãos e como auxilio de réguas, esquadros e moldes é possível de forma planejada quebrar o vidro como queremos.

Ainda que pareça simples essa técnica exige tempo e pratica para ser aperfeiçoada.

Dez dicas para o correto corte de vidro


1)
 Nunca tente cortar um vidro temperado; além de não conseguir cortá-lo, você vai estragar seu cortador;
2) Os vidros possíveis de serem cortados são: vidros comuns impressos (corte o vidro do lado oposto à impressão), comuns lisos, espelhos (corte o vidro do lado oposto à espelhação), refletivos (espelhados, corte o vidro do lado oposto ao tratamento de reflexão), coloridos (fumê, bronze, verde…), laminado com dois vidros ou laminados múltiplos (esses requerem
técnicas especiais no corte, das quais falaremos em outra edição, especificamente);
3) Quando se corta um vidro, micro fissuras podem ser criadas nas bordas nos vidros, portanto, fique atento a elas: quando perceber que poderão prejudicar o desempenho do vidro
aplicado, lapide a borda do vidro;
4) Nunca corte uma faixa muito estreita de vidro, essa faixa depende do tipo e da espessura do vidro;
5) Use o cortador de qualidade, de uso profissional e apropriado ao vidro que será cortado. Para vidros finos, use cortadores com ângulo entre 115 e 120 graus e pressão de aproximadamente
1 kg; para vidros de 3 ou 4 mm de espessura, use cortadores com ângulos entre 120 e 130 graus e uma pressão entre 3 e 4 kg; para vidros de 5 e 6 mm de espessura, use
cortadores entre 130 e 140 graus e uma pressão entre 4 e 5 kg. Na prática, a pressão pode variar de acordo com o uso da ferramenta;
6) Use sempre um lubrificante específico para o corte de vidro (querosene de boa qualidade pode ser usado opcionalmente), posicione o cortador de forma perpendicular ao vidro, sem incliná-lo, encontre e mantenha a força e velocidade adequada
a ser aplicada no cortador sobre o vidro, partindo das dicas acima;
7) A mesa de corte deve ser perfeitamente plana e com dimensões iguais ou superiores à chapa que será cortada;
8) O traçado deve ser iniciado e terminado a 3 mm das bordas;
9) Um bom traçado “canta”, deve ser fi no e brilhante, nunca crepitante ou rangente, deve ser feito de uma só vez, com velocidade e pressão constante;
10) Faça o destaque imediatamente após o traçado