Hoje precisei fazer alguns furos numa peça de madeira maciça, de forma automática peguei a furadeira, uma broca  e poucos segundos depois lá estava o furo aberto; nada demais?

Como seu bisavó faria?

Talvez ele pegaria um trado (broca com olhal para colocar um cabo de madeira) ou arco de pua (antecessora da furadeira elétrica, já dotado de mandril, mas que usava força humana para girar o eixo) e dependendo da habilidade e força em alguns minutos teria o furo pronto.

Fiquei curioso sobre a história dessa ferramenta, e a coisa foi assim:

Tudo começou com o engenheiro elétrico Australiano Arthur James Arnot, em 1889, a patente foi registrada e
m 20 de agosto. Seis anos depois a primeira furadeira elétrica portátil pelos irmão Wilhelm Emil Fein  e  Carl Fein, em Stuttgart, Alemanha

Em 1917 na cidade de Baltimore, nos Estados Unidos,  Samuel Duncan Black e Alonzo G. Decker,criam um modelo próximo ao que temos hoje, com mandril de 1/4″ e já em forma de pistola e gatilho.

Depois disso outros inventores aventuraram-se a aperfeiçoar a novidade e Henry Ford, acabou sendo um dos incentivadores, pois precisava de uma ferramenta assim em sua linha de produção.

No inicio dos anos 20 nasce a Milwaukee, que começa como uma oficina de reparos, o que lhe dá a oportunidade e aprender sobre os equipamentos fabricados e perceber como melhorá-los.

No ano de 1923, a Black & Decker introduziu a primeira furadeira elétrica com braço de sustentação total, a preço popular, custava $16,95

Na década de 30 foi a vez da bosch lançar sua primeira furadeira

Em 1964, a Black & Decker participa do Projeto Gemini com uma furadeira  sem fio para ser usada no espaço  pelo programa espacial americano, em 1968 a furadeira lunar também equipa  o projeto Apolo.

Ainda na década de 60 outras empresas lançam furadeiras a bateria, como a 6500D da Makita.
Desde então sua essência não mudou, porém os fabricantes não param de inova-la, preocupando-se cada vez mais com o conforto do operador e a segmentando para as diversas atividades das quais ela é indispensável.