O Tutorial a seguir é de autoria do Professor de Computação Gráfica na Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Arquiteto, Sérgio Leandro Santos. Como hobby gosta de surfar e de  projetos “faça você mesmo”.

E acabou aliando as duas diversões para fazer uma prancha de surf de madeira.

Segue o passo a passo!

 

Bom pessoal,
meu projeto do verão foi fazer uma prancha de surf de madeira, depois de muito pesquisar entre as diferentes técnicas, escolhi a que melhor se adaptava ao equipamento que eu dispunha e as minhas habilidades (hobbysta iniciante)…
Decidi faze-la oca, estruturada, com bordas
em camadas de compensado e cortiça.

      Esta técnica foi criada por Paul Jensen (www.hollowsurfboards.com/‎), que disponibiliza em seu site um e-book com a técnica necessária para a construção de uma prancha de surf de madeira, comprei o seu livro e comecei a fazer minha prancha.

image
Escolhi que tipo de prancha e o tamanho que eu queria, no meu caso escolhi fazer uma Fish tail (rabeta de peixe) tamanho 5’8”. A partir daí fui para um software de modelagem 3D especifico para pranchas, o AKUSHAPER, lá fiz o projeto e imprimi as medidas da estrutura da prancha.
Com as medidas, desenhei as peças em um compensado de 6mm e cortei com serra tico-tico. Foram cortadas uma longarina (peça central ao longo do comprimento da prancha), 6 (seis) peças transversais e duas bordas.

clip_image001

 

As peças foram encaixadas com a ajuda de jigs para deixar no esquadro, e de uma faixa de compensado por baixo para evitar a torsão… e assim foram coladas (entre si, não nesta faixa).

imageimageimage

 

A estrutura foi coberta por compensado naval de 4mm em cima e em baixo, usei adesivo/selante de construção PU44, que é bom por ser resistente e flexível.

imageimage

Ao colar a primeira lamina de compensado, percebi que a estrutura precisaria de reforço na parte mais curvada (a do bico), assim colei mais duas vigas longitudinais nesta região.

image

Por fim, precisei acertar a altura das diferentes partes da estrutura para permitir a colagem do outra folha de compensado (a de baixo).

imageimage

Resolvido o miolo, era hora de fazer as bordas.

A colagem da primeira camada de compensado era a mais importante, pois ela seria a base para as camadas subsequentes. As bordas foram sendo coladas em camadas alternadas de compensado naval 4mm e cortiça 4mm, utilizando cola de contato, até que chegasse na espessura desejada de 5 cm. Além do efeito visual interessante que esta técnica proporciona, o uso de cortiça diminui bastante o peso total da prancha.

imageimageimage

Uma vez terminada a colagem das camadas, era hora de modelar a borda para deixa-la arredondada. A forma final foi dada com o uso de uma lixadeira de cinta (para a parte mais grossa) e acertada com lixamento a mão para um ajuste fino.

Depois disto a rabeta da prancha foi cortada com a serra tico-tico e reforçada para permitir a colagem das camadas alternadas, da mesma forma que foi feita nas bordas.

imageimage

Com a prancha toda fechada, foi só laminar com resina epoxi. A laminação é feita da forma tradicional, com tecido de fibra de vidro e a resina espalhada por cima dele, foi usado a resina epóxi por reagir melhor com a madeira do que a resina de poliéster, a que é usada normalmente em pranchas de surf.

imageimageimage

As quilhas também são feitas de compensado e colocadas com resina epóxi após a laminação da prancha.

imageimageimage

Na rabeta aparece a pita, onde a cordinha fica presa e no bico fica a válvula para alívio da pressão, como a prancha é oca, o ar preso dentro dela pode variar de volume com a variação de temperatura, esta variação de pressão interna pode danificar a colagem da prancha, por isto o uso de uma válvula para deixa-la aberta quando a prancha não estiver na água.

image

A válvula é feita com tampa de tubo de creme para pele (aqueles de alumínio, era uma pomada vencida que encontrei em casa).

image

O peso total da prancha ficou em 7 quilos (uma prancha comum pesa a metade disto), o custo total ficou abaixo de R$400 reais (uma prancha comum custa o triplo disto), o tempo de construção foi de um mês, mas poderia ser feita em duas semanas… a satisfação de fazer sua própria prancha de madeira e ver que ficou linda, muito melhor que tu podia imaginar, isto não tem preço.

Agora é só botar na água…
Valeu gurizada, um abraço