Destaque Segurança

As 5 Ferramentas Mais Perigosas da Marcenaria: Conheça os Riscos e Dicas de Segurança

As 5 Ferramentas Mais Perigosas da Marcenaria: Conheça os Riscos e Dicas de Segurança

Quando se trata de marcenaria, a segurança é fundamental, afinal são utilizadas ferramentas afiadas e/ou de alta rotação desenvolvidas para cortar, furar, escavar e entalhar madeiras então não se iluda elas tem capacidade de ferir gravemente uma pessoa.

Existem diversas ferramentas que, se não forem utilizadas corretamente, podem representar sérios riscos para os usuários. Hoje, vamos explorar as cinco ferramentas que considero extremamente perigosas na marcenaria e compartilhar algumas dicas de segurança essenciais para um trabalho tranquilo e sem complicações.

São equipamentos que estão presentes na maior parte das marcenarias hobby e acessíveis para compra em qualquer loja.

Nessa lista não considerei equipamentos de uso industrial.

Atenção:

Não mencionarei o uso de EPIs nos tópicos abaixo, mas entenda que são de grande importância para sua segurança.

1. Serra de Bancada

A serra de bancada é uma ferramenta poderosa, capaz de fatiar madeira sem muito esforço e, se não manuseada com cuidado, pode causar acidentes graves. Aqui estão algumas dicas para garantir a segurança ao usar essa ferramenta:

  • Mantenha a lâmina da serra na altura correta. Em geral deixamos acima da linha da madeira 5 a 8mm
  • Evite cortar madeiras tortas ou empenadas, elas podem mudar de direção durante o corte e travar a lâmina ocasionando o popular “coice”
  • Utilize sempre um empurrador apropriado para guiar a madeira durante o corte. Seus dedos nunca devem ficar próximos à lâmina.
  • Verifique se a lâmina está afiada e em boas condições antes de iniciar o trabalho. Um disco de serra empenado, ou com pastilhas defeituosas ou faltantes podem causar acidentes.
  • As serras mais novas possuem um separador após o disco de corte, esse é o cutelo, ele impede parcialmente que a madeira feche sobre o disco após o corte. Digo parcialmente por que em alguns casos nem mesmo o cutelo evita que isso ocorra e por vezes é necessário colocar uma cunha no corte.
  • Cuido com pregos, parafusos e outros mentais na madeira, sempre faça uma vistoria em madeiras reutilizadas.

2. Serra Circular Portátil

A serra circular portátil exige ainda mais atenção, pois está diretamente nas mãos do usuário. Aqui estão algumas dicas para minimizar os riscos:

  • Nunca segure a capa de proteção da serra durante o uso.
  • Sempre regule a altura da lâmina adequadamente.
  • Utilize gabaritos para auxiliar no corte e evite segurar a ferramenta com apenas uma mão.

Várias regras empregadas na serra de bancada também cabem aqui, então em caso de dúvidas releia a primeira parte desse artigo.

3. Tupia

A tupia seja ela laminadora ou de coluna é uma ferramenta versátil, mas que pode ser perigosa se não for manuseada corretamente. Aqui estão algumas dicas para garantir sua segurança:

  • Nunca adapte uma pinça que não seja compatível com a fresa.
  • Desligue a tupia quando não estiver em uso
  •  Evite segurá-la ligada enquanto manuseia outras peças.
  • Invista em fresas de qualidade
  • Nunca faça adaptações improvisadas.
  • Observe a direção correta de trabalho: da esquerda para a direita quando a tupia estiver entre você e a madeira

4. Esmerilhadeira

A esmerilhadeira é uma ferramenta de alta rotação que requer cuidado especial.  Nos últimos anos com o desenvolvimento de discos de desbaste de madeira ganhou espaço dentro das marcenarias artesanais. Aqui estão algumas dicas para evitar acidentes:

  • Utilize sempre as duas mãos ao operar a esmerilhadeira.
  • Evite acessórios de procedência duvidosa
  • Verifique regularmente o estado da ferramenta.
  • Busque informações com marceneiros experientes sobre o uso dessa ferramenta no desbaste de madeira.

5. Motosserra e Eletrosserra

Por fim, a motosserra e eletrosserra são ferramentas com lâminas (sabres) grandes e expostas, o que aumenta consideravelmente os riscos. Aqui estão algumas precauções essenciais:

  • Aprenda a utilizar a ferramenta corretamente e conheça seus limites.
  • Priorize a compra de lâminas e correntes de qualidade para garantir a segurança durante o uso.
  • Mantenha sempre a corrente afiada.
  • Faça limpeza e lubrificação periódicas
  • Cuidado com pregos e objetos metálicos na madeira

 Conclusão, ao trabalhar com essas cinco ferramentas perigosas da marcenaria, é crucial seguir todas as medidas de segurança recomendadas. Lembre-se sempre de priorizar a sua segurança e a segurança dos outros ao seu redor. Um trabalho cuidadoso e consciente é essencial para evitar acidentes e garantir resultados de qualidade em seus projetos de marcenaria.

Atenção: As dicas acima são importantes e devem ser seguidas, no entanto não substitui um treinamento adequado, seja presencial ou online.


Adilson Pinheiro

Aos três anos ganhei meu primeiro serrote e desde então sou apaixonado por ferramentas e produção. Designer autodidata, vidreiro e artesão, acima de tudo apaixonado por ferramentas e o que com elas podemos fazer. Atualmente compartilho o que aprendi em 37 anos desde o serrotinho em meu blog e canal no Youtube.

Comentários